Minha primeira gestação foi super na surpresa, não estava esperando engravidar, mas hoje digo de coração aberto que foi a melhor surpresa que eu já tive!

Eu nunca tinha trocado uma fralda antes, não curtia pegar recém-nascido no colo e quando descobri que estava gravida fiquei em choque. Não me preparei em nada e nem busquei informações, então eu digo que para mim ser mãe de primeira viagem foi  “um tapa na cara”, depois de nove meses eu estava cuidando de um ser pequenino e nem sabia por onde começar! Descobri tudo na prática, sem manual, sem livros e leituras, e muitas coisas ninguém conta para nós, por isso vou listar o que ninguém me contou e que acabei aprendendo com o meu “tapa na cara”.

 

– o peito vaza leite e precisa usar absorvente para os seios, depois que sai do banho o peito parece uma torneira mal fechada, com gotejamento

– o peito na gestação fica grande, mas na amamentação fica maior ainda

– o peito dói na primeira semana de amamentação, eu chegava até ver estrelas de tanta dor, mas depois passa

– amamentar não é tão fácil quanto se parece, não é só colocar o filho no peito e pronto, precisa ter a tal da “pega” correta

– amamentar é uma delicia, é uma troca de olhares, de carinho e afeto

– cólica não melhora com nada! Não adianta massagem, remedinho e nem nada, só muita paciência e carinho pro bebê

– palpites alheios NÃO são bem vindos!

– a gente chora e fica muito sensível, mas com o tempo melhora

– a gente não fica cansada, a gente fica exausta

– todo mês tem consulta ao pediatra

– instinto materno é fortíssimo, o instinto de proteção então, nem se fale, eu parecia uma mãe leoa

– eu me dei conta de que nós somos bichos selvagens e que vivemos de aparência, a nossa verdadeira essência é a animal

– o amor é algo que se constrói a cada mamada, troca de fralda, cuidado, carinho, noites mal dormidas

– só se sabe amar como mãe depois que se tem um filho

– o casamento muda

– as prioridades mudam

– a vida tem mais sentido

– a vida que se tinha antes não vai mais existir

– dormir é luxo

– o amor é tão grande que chega a doer

– um sorriso banguelo é lindo

– eu não precisaria ter medo do parto e que ele seria o dia mais lindo da minha vida

– a gente esquece de todas as noites mal dormidas e de todo o cansaço

– depois de um ano já quer ter outro filho!

Eu sei, nem tudo foi glamoroso, mas essa foi a minha experiência e eu amei ter vivenciado ela desse jeito!

 

  1. Harry perlman disse:

    Parabéns a gente aprende cada dia mais a sermos gratos pelos nossos pais (MÃE) em especial que linda matéria divina parabéns minha filha maravilhosa aprendi mais Capítulo para a minha vida

  2. Jeniffer disse:

    Muito lindo seu texto!! Adorei e me emocionei!!

Deixe o seu comentário!